mel pergunta
"Separe as camisetas de manga longa e curta e deixe seu armário mais prático e organizado."
Clique em "boa dica", acumule favos de Mel e troque por E-Books ou descontos na Loja OZ!

ozlojaozloja
  • Verificando Tweets...
    organizesuavidaorganizesuavida
    • Verificando Tweets...

      Organize-se e emagreça

      Veja como organizar a sua vida pode ajudar você a perder peso!

      Você parou para pensar como a desorganização à sua volta pode dificultar que você viva de forma mais saudável, com melhor qualidade de vida e possuindo o corpo que você deseja?

       
      O mau gerenciamento do seu tempo ou a bagunça na cozinha ou na sala de jantar pode ter relação direta na maneira como você lida com seu corpo e sua saúde
      Quando resolvemos fazer uma limpeza geral ou colocar as coisas em ordem e eliminar a bagunça , não se trata apenas de jogar coisas fora , mas sim de buscar a vida que você quer viver, a vida que você merece desfrutar
       
      Isto também é verdade quando queremos perder peso: não se trata apenas de jogar alguns quilos fora , mas sim de tentar buscar a vida que desejamos, num corpo que nos faça sentir bem. 
       
      Para Peter Walsh, autor Best Seller nos USA, dietas não funcionam. Ele acredita que o segredo para conseguir perder peso é parar de preocupar-se com contagem de calorias e começar a focar em como, porque e onde você come.
       
      Estive recentemente na 20ª conferência da NAPO , Associação Nacional de Profissionais de Organização nos USA. Eram quase 1000 pessoas no evento, sendo 90% do sexo feminino. Apesar do alto índice de mulheres obesas nos USA, encontrei pouquíssimas “gordinhas” circulando por ali, um sinal talvez, de que a organização contribui mesmo para que tenhamos uma silhueta mais esbelta.
       
      Neste evento, Peter Walsh foi um dos palestrantes principais, e eu tive a oportunidade e a satisfação de um dia sentar na mesma mesa a seu lado para o jantar. Pude conversar um pouco com Peter sobre seu mais recente livro “Does This Clutter Make My But Look Fat?”, algo como: Será que esta bagunça está deixando meu traseiro mais gordo? , sem lançamento previsto para o Brasil. 
       
      Suas idéias sobre como a desorganização na vida das pessoas pode ter um impacto direto na forma como elas comem e lidam com sua própria saúde, são realmente muito interessantes e vem ao encontro de vários conceitos que temos defendido em nossos treinamentos.
       
      Podemos detectar situações claras onde a desorganização pessoal reflete diretamente no seu peso: 
      Pular refeições faz você engordar, comer de forma apressada faz você engordar, comer na frente da TV porque a mesa de jantar está sem espaço faz você engordar, comer “junk food” por “falta de tempo” faz você engordar, pedir pizza à noite porque não se organizou para o supermercado, faz você engordar, manter roupas “largas” no armário faz você engordar, manter a despensa desorganizada faz você engordar.
       
      Na verdade eu poderia fazer uma lista de algumas páginas, descrevendo atitudes e hábitos, que podem em pouco tempo detonar com seus planos de viver de forma mais saudável.
       
      A bagunça ou a desorganização à sua volta interfere na sua maneira de viver. Dificulta a respiração, dificulta a locomoção, dificulta que você enxergue de forma clara e impede que você fique focada e motivada. 
       
      • Você precisa organizar e limpar externamente, se quiser organizar e limpar-se internamente, obtendo um corpo que a faça sentir-se bem.Pensando assim, não precisamos de muita análise para concluir porque a maioria das dietas termina em redundantes fracassos. A questão não está no método ou tipo de dieta que se utiliza, mas sim no fato de você organizar-se para segui-la, entender a importância e a qualidade daquilo que come e dar um sentido às suas refeições.
       
      • Você deve estar consciente quanto à forma que quer viver e quanto ao corpo que deseja e tomar decisões coerentes. Dizer que não tem tempo de fazer exercícios, mas passar diariamente 2 horas na frente da TV ou na sala de bate papo no computador não parece uma atitude coerente, parece? 
       
      • Outro ponto interessante a ser mencionado é a relação existente entre consumo, bagunça e quilinhos a mais. Nós consumimos (e gastamos) demais, acumulamos coisas demais e comemos (e bebemos) coisas demais. Mesmo já estando difícil lidar com o acúmulo de coisas em nossas vidas ou com a falta de espaço em nossos armários, continuamos a comprar mais sapatos e camisas. Mesmo com nosso tempo escasso e pressionado, continuamos a assumir compromissos e responsabilidades. 
       
      Da mesma forma, mesmo estando insatisfeitos com nossos corpos, continuamos a comer desordenada e inadequadamente.
       
      Uma apresentação magnífica que fala sobre os riscos do consumo desenfreado pode ser encontrada em http://www.storyofstuff.com, dura 20 minutos, está em inglês mas vale mesmo a pena.

      newsletter

      Avalie esta matéria:
      16409 visualizações
      Facebook Twitter Google Bookmarks Delicious
       seu nome
       seu e-mail
       e-mail do destinatário
       comentários
       
       
       
       
       
      215 caracteres disponíveis