Personal Organizer, o despertar de uma nova profissão

Descubra como surgiu a profissão de Personal Organizer no Brasil e o potencial de mercado que está profissão tem, além de conhecer as diversas áreas em que este profissional poderá atuar.

img_topo_post1

O INÍCIO

Quando tive a ideia de abrir a OZ! em 2004, ninguém imaginava (ou acreditava) que havia um grande mercado adormecido no Brasil, o da organização pessoal, residencial e corporativa. Não haviam empresas, sites ou blogs que falassem do assunto.

Alguns meses após o lançamento do nosso portal www.organizesuavida.com.br, numa rápida busca no Google pela palavra “organizar” praticamente só a OZ! aparecia.

Profissional de Organização ou Personal Organizer eram termos praticamente inexistentes, e a atividade restrita a no máximo 3 ou 4 pessoas que operavam prestando serviços de organização residencial. Minha intenção inicialmente era a de criar produtos e serviços voltados à Organização do Trabalho, o que envolvia gestão do tempo e produtividade – essa área já era bem mais desenvolvida por aqui – mas logo percebi, baseado em minhas visitas aos Estados Unidos e análise do mercado por lá, que o setor da organização residencial e pessoal tinha grande chance de crescer no Brasil. O cenário me parecia animador.

No ano seguinte já iniciamos com a área de cursos e treinamentos e mais 1 ano depois, lançamos nossa loja. Foram 2 anos de muitos erros e acertos, muita pesquisa e desenvolvimento, mas valeu a pena. Hoje temos uma empresa sólida, que participa de um mercado crescente.


EVOLUÇÃO DO MERCADO

Quem diria? Todo mundo quer e precisa se organizar!

Nestes 10 anos a evolução do mercado de organização foi absolutamente notável. O tema organização e produtividade tem sido referência constante na mídia. Novas empresas, blogs e sites surgem a cada dia.

Mais e mais consumidores, percebem o valor da organização e buscam por profissionais para ajuda-los. Numa busca rápida pelas palavras “organize” ou “como organizar” veremos centenas de páginas e links relacionados. Digite “Personal Organizer”, e onde há 10 anos nada teria aparecido, hoje são centenas de links.

O interesse pela profissão vem crescendo continuamente, e como exemplo podemos ver os cursos para qualificação de Personal Organizers da OZ! , que está prestes a chegar ao número de 450 turmas, e por onde passaram mais de 6500 alunos nos últimos anos.

Empresas como Leroy Merlin, Etna, TokStok, Camicado, Zôdio, bem como o grande varejo de Internet vem investindo e ampliando seus departamentos de produtos para organização, oferecendo desde caixas organizadoras, sacos a vácuo, sistemas para armários e organizadores em geral.

Muitos dos nossos alunos estão abrindo empresas, consultorias, blogs, sites, lojas etc, ampliando a variedade de ofertas e serviços. Novas seções em revistas e novos programas de rádio e TV começam a abordar especificamente o tema organização como caminho para uma melhor qualidade de vida.

Pois é, todo mundo precisa se organizar! Por tudo isso e outras tantas informações que temos acompanhado, acredito num crescimento exponencial da indústria da organização para os próximos anos no Brasil.


TENDÊNCIAS

A vida moderna imprime às pessoas um ritmo muitas vezes alucinante, o que faz com que o tempo fique mais curto e mais valioso. É nesse cenário que o trabalho de um Personal Organizer passa a ganhar um papel cada vez mais importante.

Pesquisas apontam que o consumidor moderno busca por praticidade, e é isso exatamente que as soluções de organização oferecem, além de praticidade e bem estar.

A tendência é que as pessoas busquem gastar o tempo que tem disponível, com a sua família, com o lazer ou com o seu próprio desenvolvimento pessoal.

Também cresce a compreensão da necessidade de se otimizar os espaços residenciais (mais praticidade e economia) e de trabalho (mais produtividade e menos stress)

E para alcançar tudo isso que coloquei acima, as pessoas vão precisar se organizar, e é exatamente aí que entra o Personal Organizer, oferecendo serviços, orientação e soluções para uma vida mais organizada, e claro, com mais praticidade e produtividade.

Se considerarmos que tudo evolui e nos espelharmos no mercado americano, que já tem quase 30 anos de desenvolvimento, iremos entender que há muito ainda por acontecer por aqui.


PARA ONDE IREMOS AGORA?

Embora nos últimos anos tenhamos experimentado um forte crescimento, as possibilidades para o futuro são ilimitadas.

O mercado brasileiro está apenas engatinhando, mas vamos ficar ligados pois logo após passarmos pela fase da organização de espaços, gerenciamento do tempo, organização de arquivos e documentos etc, entramos agora na fase digital.

O Personal Organizer moderno deverá se capacitar e acompanhar os avanços da tecnologia, de forma a ajudar o cliente a aplica-la na organização do seu dia a dia.

Ressalto ainda que os serviços de apoio em setores como o da 3ª idade, casamentos, mudanças residenciais e corporativas, gerenciamento de documentos, gerenciamento da informação eletrônica e muitos outros, irão demandar cada vez mais o serviço de especialistas.


O MAPA DO FUTURO

Como empreendedor e fundador da OZ!, vejo um futuro imensamente favorável e continuo investindo e trabalhando para fazer crescer nosso negócio, pois confio firmemente no potencial desse novo mercado no Brasil.

  • Associação – Destaco que o futuro desse mercado passa pela consolidação e crescimento da ANPOP – Associação Nacional dos Profissionais de Organização e Produtividade,  que deverá fortalecer e ajudar a regulamentar a atividade no Brasil, dando condições para que ela se desenvolva de forma sustentável.
  • Eventos – Vejo também a importância da existência de eventos nacionais e internacionais, que aproximem os Personal Organizers brasileiros e tragam cada vez mais visibilidade ao setor e à profissão. Nesse sentido organizamos a 1ª Conferência Internacional Personal Organizer Brasil que ocorreu em março de 2014 e foi um grande sucesso, com quase 350 participantes e vários expositores. Em 2018 vamos realizar a 5ª edição, com a expectativa de trazer 1000 profissionais.
  • Visibilidade da profissão – O profissional de organização deverá desempenhar um papel cada vez mais fundamental na sociedade, e passará a ser visto como um especialista, que pode ajudar empresas e pessoas na organização dos espaços e na otimização do uso do tempo. A visibilidade desta atividade aumentará cada vez mais, através da participação crescente dos Personal Organizers na mídia.
  • Mercado – No lado da Indústria, Serviços e Varejo, encontraremos cada vez mais lançamentos e novidades com o objetivo atender às necessidades desse novo consumidor.
  • Consumidor – O consumidor começa a entender os benefícios que a organização pode trazer à sua vida, e vai descobrindo que contratar um  Personal Organizer não é um luxo, mas um caminho natural e inteligente para economizar tempo e dinheiro.

Dessa forma, vejo que o Personal Organizer, especialista em organização e produtividade passará naturalmente a ser mais procurado e valorizado.

Enfim, vejo muita coisa boa vindo por aí, e me orgulha muito saber que estou contribuindo de alguma forma, a criar e desenvolver esse novo mercado no Brasil, possibilitando o despertar de uma nova, promissora e bonita profissão, a de Personal Organizer.

Se você está chegando agora, seja muito bem-vindo e faça parte desse exclusivo grupo.

  • Daniel Morsoleto

    teste